Datas comemorativas

As datas comemorativas durante muito tempo foram o pilar do planejamento de atividades na educação Infantil. Temos recordações das orelhas na páscoa, do cocar dos índios, das dancinhas e coreografias apresentadas aos pais e mães.

Mas os tempos mudaram, as famílias têm novas configurações, as crianças ingressam na escola cada vez mais novas, surgiram muitas outras datas com novas comemorações e os estudos sobre a infância estão cada vez mais pautados nas descobertas e explorações infantis.

Sendo assim, mudanças fazem-se necessárias nesta estruturação de um calendário baseado em datas comemorativas. Estas mudanças e estes questionamentos estão sempre nas discussões e reflexões da nossa equipe pedagógica.

Não queremos extinguir as datas comemorativas do nosso calendário, mas queremos que elas façam sentido e tenham significados para as crianças. E neste caminho encontramos as expectativas das famílias que esperam uma reprodução da sua educação na educação de seus filhos, mas vale a reflexão de como estes eventos são tratados aqui na Cirandarte.

Até os 2 anos da criança estas atividades não possuem significado, nesta faixa etária elas exploram o mundo e estão percebendo-se como pertencente a ele.

Com as crianças maiores trabalhamos os vínculos e significados das datas comemorativas, deixamos de lado o caráter comercial que muitos delas carregam e trabalhamos também com as famílias buscando valores como “menos presentes e mais presença”.

A criança não levar para casa “uma lembrancinha” no dia da água não significa que não trabalhamos com a consciência ecológica. Muito pelo contrário, na rotina da escola estes conceitos são inseridos de maneira contextualizada, o que torna o aprendizado mais significativo.

Acreditamos que nosso currículo de atividades deve ser muito mais amplo do que seguir uma lista de datas comemorativas e lembrancinhas a serem confeccionadas. Nosso planejamento leva em conta as habilidades a serem desenvolvidas e o desenvolvimento de cada faixa etária. Queremos utilizar nosso tempo com reflexões e observação do desenvolvimento infantil, com afeto e atenção às crianças.

Dia dos Pais 2016: Diogo Pontes e Alicia Senhorine Pontes (Infantil I)

Dia das Mães 2016 – Oficina de acolhimento das mães.

Posts Relacionados
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Nos siga nas redes sociais!
  • Instagram Social Icon
  • Facebook Basic Square